domingo, maio 19, 2024
spot_img
spot_img

Random Post This Week

spot_img

Related Posts

A bengala ou bengala em defesa pessoal

A bengala ou bengala em defesa pessoal A bengala ou bengala em legítima defesa.

A bengala em autodefesa ou bengala de autodefesa é algo que atravessou os séculos experimentando formas e tradições antigas, desde a clássica bengala com alça curva até paus construídos pensando neles como ferramentas para ofender.

A nobreza no passado vagava pelas ruas das cidades com a vara, mas não porque eram mancas ou apenas para ter um ornamento estético!

A bengala era sua ferramenta inserida em um verdadeiro sistema de defesa pessoal.

A bengala era uma das ferramentas de defesa pessoal usadas pelos nobres no passado, pois além de ser um objeto ornamental era uma ferramenta de defesa eficaz, se necessário, e muitas vezes a maçã estava com formas pesadas e contundentes se nem mesmo escondendo um estilete.

A bengala tem sido usada como ferramenta de defesa em muitas culturas ao longo dos séculos. O uso do bastão como arma de defesa tem raízes antigas e tomou diferentes formas dependendo das épocas e culturas.

Histórico e Uso

  1. Europa medieval e renascentista: Durante a Idade Média e o Renascimento na Europa, as varas eram frequentemente usadas por viajantes e peregrinos como um meio de defesa contra bandidos. Seu uso como arma não era reservado apenas para viagens, mas também nas ruas das cidades.
  2. Vitoriano: No período vitoriano, as bengalas eram um acessório de moda comum para os homens. E como você bem apontou, muitos desses bastões tinham botões pesados ou escondiam lâminas afiadas, transformando-os em armas escondidas.
  3. Bartitsu Reeds: No início do século XX, uma forma de arte marcial chamada Bartitsu surgiu na Inglaterra. Fundada por Edward William Barton-Wright, essa forma combinava boxe, judô e defesa de bengala. Sherlock Holmes, o famoso detetive criado por Sir Arthur Conan Doyle, é descrito como um praticante de Bartitsu em algumas de suas histórias.

Recursos de defesa

  1. Versatilidade: Um bastão pode ser usado tanto para golpes quanto para parrying, tornando-se uma arma muito versátil. Ele pode ser usado para manter um agressor à distância, para desferir golpes ou para atacar com força.
  2. Legal: Ao contrário de outras armas, a bengala é geralmente legal de transportar em público em muitos países, desde que não seja descaradamente modificada para ser usada como arma.
  3. Inesperado: Como muitas pessoas não consideram uma bengala uma arma, um atacante pode subestimar uma pessoa que a carrega, oferecendo ao usuário um elemento de surpresa.

No entanto, como em qualquer ferramenta de defesa pessoal, é essencial ter treinamento adequado sobre o uso correto e seguro da bengala como arma. E, claro, é sempre melhor evitar situações perigosas sempre que possível.

bengala

bengala

O guarda com a vara

As posições de guarda de vara são posturas defensivas que preparam o usuário para parry, bater ou executar outras técnicas de defesa.

A escolha da posição de guarda pode depender do estilo de luta específico ou da situação específica.

Aqui estão algumas posições de guarda comuns usadas no combate com bastões:

  1. Guarda Alta:
    • O bastão é mantido horizontalmente acima da cabeça com as duas mãos. Esta posição oferece proteção contra golpes diretos na cabeça e prepara o usuário para golpes verticais poderosos.
  2. Guarda de Mídia:
    • O bastão é segurado horizontalmente na frente do corpo, na altura do peito ou ombro, com as duas mãos. Esta posição oferece proteção geral e permite golpes rápidos horizontais e verticais.
  3. Guarda Baixa:
    • O bastão é segurado horizontalmente na frente das pernas ou quadris com as duas mãos. Esta posição protege a parte inferior do corpo e prepara o usuário para golpear para cima ou para baixo golpes.
  4. Protetor Lateral:
    • Uma mão segura o bastão perto do pombal, enquanto a outra mão segura a extremidade oposta, com o bastão posicionado lateralmente ao longo de um braço. Esta posição permite uma extensão rápida para acertar ou parry.
  5. Guarda Prolongada:
    • Com uma mão perto da maçã e a outra para o meio do cajado, estenda o bastão em direção ao adversário, quase como uma lança. Essa posição mantém o agressor à distância e se prepara para os disparos.
  6. Proteção Reversa:
    • Segurando o bastão com o pommel virado para baixo e a extremidade oposta voltada para cima, o bastão se estende para fora do lado oposto do corpo. Esta posição pode surpreender um adversário e permite tiros e parries incomuns.

Ao adotar uma posição de guarda, é essencial manter uma postura correta, com os joelhos levemente dobrados e o peso do corpo igualmente distribuído nos pés. A mobilidade é fundamental: estar pronto para se movimentar, trocar de guarda ou se adaptar dependendo das ações do adversário.

Como sempre, é crucial receber treinamento adequado de um instrutor qualificado para dominar adequadamente essas técnicas.

 

Ataques com o bastão

Aqui está uma lista de alguns ataques básicos com uma breve explicação:

  1. Curso horizontal:
    • Um ataque de chicotada realizado de um lado para o outro, muitas vezes direcionado para a cabeça, pescoço ou tronco do oponente.
  2. Tiro Vertical:
    • Um golpe poderoso realizado de cima para baixo, muitas vezes direcionado para a cabeça ou ombros do oponente.
  3. Empurrar ou empurrar:
    • Um movimento de ponta onde a extremidade do bastão é empurrada diretamente em direção ao oponente, semelhante a um insulto de espada. Pode atingir áreas como o estômago, peito ou rosto.
  4. Curso ascendente:
    • Um golpe de amarração realizado de baixo para cima, muitas vezes direcionado para o queixo ou tronco do oponente.
  5. Tiro diagonal:
    • Um golpe realizado em um movimento diagonal, de baixo para um canto superior oposto ou vice-versa.
  6. Curso de fiação ou moinho:
    • O bastão é girado em um movimento circular para ganhar impulso antes de golpear. Ele também pode atuar como um desvio ou para se defender contra vários ataques.
  7. Sopro com o pommel:
    • Usando o botão do bastão (o topo ou a “alça”), um golpe direto é realizado, semelhante a um punho. Isso pode ser particularmente eficaz se o pommel for pesado ou contundente.
  8. Tiro duplo:
    • Uma combinação de dois tiros rápidos, por exemplo, um tiro horizontal seguido imediatamente por um tiro vertical.
  9. Triturado:
    • Usando o peso do bastão e a força do corpo, um golpe poderoso é realizado de cima para baixo, muitas vezes com o objetivo de esmagar a guarda do oponente ou atacar diretamente.
  10. Falso:
  • Um movimento destinado a enganar o oponente, fazendo-o acreditar que ele está prestes a lançar um ataque em uma direção, e então atacar rapidamente em outra direção.
  1. Varrer ou sgambetto:
  • Usando o bastão perto do chão, você mira nos tornozelos ou pés do oponente na tentativa de fazê-lo tropeçar ou cair. Esta técnica pode ser particularmente eficaz quando o oponente está em movimento ou desequilibrado.
  1. Desfile e contra-ataque:
  • Depois de parar ou bloquear o ataque de um adversário com o bastão, um contra-ataque imediatamente se segue. Isso requer tempo e coordenação para aproveitar a abertura criada pelo desfile.
  1. Tiro envolvente:
  • O bastão é usado para envolver ou prender o membro de um oponente, como um braço ou perna, permitindo que o usuário controle ou desequilibre o oponente.
  1. Desarmamento:
  • Se o oponente tiver uma arma, o bastão pode ser usado para desarmá-lo. Isso geralmente envolve o uso de alavancas e técnicas de controle para forçar o oponente a liberar sua arma.
  1. Ataque remoto:
  • Usando todo o comprimento do bastão, você executa um ataque de longo alcance, mantendo sua distância do adversário. Isso pode ser útil contra oponentes desarmados ou para manter uma distância segura.
  1. Golpe repentino:
  • Um ataque rápido e inesperado, muitas vezes executado de cima, a partir de uma posição de guarda baixa ou de um ângulo cego da visão do oponente.
  1. Bloco corporal:
  • Além de usar o bastão para bloquear, você pode usar seu corpo (braços, pernas ou tronco) para bloquear o ataque e, em seguida, acertar com o bastão em um movimento fluido.
  1. Estrangulamento com o bastão:
  • Em situações extremas, o bastão pode ser usado para realizar uma técnica de estrangulamento, envolvendo o bastão em torno do pescoço do oponente e aplicando pressão.
  1. Manipulação articular:
  • Usando o bastão como alavanca, você tem como objetivo manipular ou torcer as articulações do oponente, causando dor e possivelmente imobilizando-o.
  1. Tiro combinado:
  • Uma série de ataques consecutivos, muitas vezes combinando diferentes tipos de golpes em uma sequência fluida para confundir e sobrecarregar o oponente.

Cada técnica e ataque tem sua própria aplicação específica e sua eficácia varia dependendo da situação e do adversário.

O segredo é a prática e a experiência para saber quando e como utilizar cada técnica.

E, como sempre, o treinamento e a educação por um profissional experiente são essenciais.

Lembre-se, a chave para executar esses ataques corretamente é a prática e o treinamento constante sob a orientação de um instrutor experiente.

Além das técnicas em si, é crucial desenvolver o tempo, a distância, o equilíbrio e a compreensão da dinâmica de combate.

 

Defendendo com a vara

Defesa com um bastão não é apenas sobre usar o bastão ofensivamente para atacar, mas também sobre usar o bastão para se proteger de possíveis ataques.

Aqui estão algumas técnicas básicas de defesa ao usar um bastão:

  1. Desfiles:
    • Usando o stick para bloquear ou desviar um ataque de entrada. Isso pode ser feito com movimentos horizontais, verticais ou diagonais, dependendo da direção do ataque do adversário.
  2. Distância e controle:
    • Use o comprimento do bastão para manter um oponente à distância, evitando que ele entre em contato direto com você.
  3. Contra-ataques:
    • Depois de bloquear ou interromper um ataque, use o bastão para atacar rapidamente em resposta.
  4. Desarmamento:
    • Usando o bastão como uma alavanca ou ferramenta de aprisionamento para forçar um oponente armado a soltar ou soltar sua arma.
  5. Alavancagem e controles:
    • Usar o bastão para prender ou controlar os membros do oponente. Isso pode incluir movimentos que torcem ou dobram as articulações opostas em posições desconfortáveis ou dolorosas.
  6. Defesa contra múltiplos ataques:
    • Usando o bastão para criar uma barreira ou parede, rapidamente parrying e atacando vários oponentes.
  7. Defenda-se contra ataques de longo alcance:
    • Ao enfrentar um oponente com uma arma de longo alcance, como outra arma de bastão ou talvez um chicote, use o bastão para parry ou desviar o ataque e fechar rapidamente a distância.
  8. Defesa contra ataques terrestres:
    • Se você for derrubado, o bastão pode ser usado como uma barreira entre você e seu oponente, ou como uma ferramenta para ajudá-lo a se reerguer rapidamente.
  9. Defesa contra agarras ou agarrões:
    • Se um oponente tentar agarrá-lo ou agarrar seu cajado, use técnicas de alavanca e torção para libertá-lo.
  10. Defesa contra armas contundentes:
  • Ao enfrentar um oponente armado com uma arma contundente, como outro bastão ou maça, é essencial usar o bastão para parry ataques e encontrar uma abertura para um contra-ataque.
  1. Defesa contra armas cortantes:
  • Ao enfrentar um oponente com uma arma afiada, como uma faca, é crucial manter distância e usar o bastão para manter a arma afiada longe de você. Evite deixar seu pau ser cortado ou comprometido.
  1. Evasão:
  • Em vez de bloquear ou interromper um ataque, às vezes é mais eficaz sair rapidamente de sua trajetória. A bengala pode ajudá-lo a manter o equilíbrio enquanto se move rapidamente e a se reposicionar em uma posição vantajosa.
  1. Use o ambiente:
  • Use o ambiente a seu favor. Isso pode significar usar o bastão para ajudá-lo a saltar sobre obstáculos ou mover-se para posições que oferecem cobertura ou vantagem tática.
  1. Defesa 360 graus:
  • Esteja atento aos ataques vindos de todas as direções e use o bastão para parry e contra-atacar de forma eficaz. Isso requer grande consciência espacial e a capacidade de mover o bastão de forma rápida e precisa.
  1. Aprisionamento e imobilização:
  • Use o bastão para prender seu oponente contra uma superfície sólida ou entre o bastão e seu corpo. Isso pode impedir novos movimentos e dar a oportunidade de neutralizar a ameaça.
  1. Baixa defesa e pé parries:
  • Contra ataques direcionados nas pernas ou pés, use o bastão para bloquear e desviar, protegendo áreas vitais, como os joelhos.
  1. Bloquear a exibição:
  • Posicione o bastão de forma a obstruir a visão do adversário, criando confusão momentânea e dando a oportunidade de realizar um ataque ou defesa eficaz.
  1. Técnicas de respiração e conservação de energia:
  • Durante uma situação de combate, é crucial manter a calma e o foco. A respiração controlada pode ajudá-lo a manter a calma e garantir que seus movimentos sejam eficazes e precisos.
  1. Fintas e desvios:
  • Crie a ilusão de um ataque ou movimento em uma direção e, em seguida, mude rapidamente de tática. Isso pode desorientar um adversário e criar uma abertura.
  1. Integração com outras técnicas:
  • Integre técnicas de defesa de vara com outras artes marciais ou técnicas de defesa pessoal com as quais você possa estar familiarizado, como chutes, socos ou técnicas de luta.

É crucial lembrar que, embora o bastão possa ser uma ferramenta de defesa eficaz, é apenas uma ferramenta.

A real eficácia vem da pessoa que a usa.

Treinos regulares, prática e profundo entendimento de técnicas e táticas são essenciais para usar o bastão de forma eficaz em uma situação defensiva, a segurança deve ser sempre a principal prioridade: se for possível, evitar o confronto físico é sempre a melhor escolha.

Lembre-se sempre que a chave para uma defesa eficaz é a conscientização, o treinamento e a prática constante.

Como sempre, se possível, a melhor forma de defesa é evitar uma situação perigosa ou conflituosa em primeiro lugar.

Se você se encontra em uma situação em que você tem que se defender, é essencial ter um profundo conhecimento das técnicas e ter praticado sob a orientação de um instrutor qualificado.

 

Vantagens e desvantagens com a bengala

Usar um bastão como ferramenta de defesa pessoal tem uma série de vantagens e desvantagens, que dependem da situação, da formação do indivíduo e das características específicas do bastão utilizado.

Aqui está uma lista dos principais prós e contras:

Vantagens:

  1. Distância: O bastão oferece maior alcance do que muitas outras armas de autodefesa, permitindo que o usuário mantenha uma distância segura.
  2. Versatilidade: Pode ser usado para uma variedade de técnicas, incluindo tiros, parries, alavancas e aprisionamentos.
  3. Não letal: Embora possa causar danos graves, um bastão é basicamente uma arma não letal, o que pode ser preferível em muitas situações legais e morais.
  4. Legal em muitos lugares: Ao contrário de muitas armas, uma bengala é muitas vezes legal de transportar em muitos lugares, uma vez que pode ser considerada um auxiliar de mobilidade ou acessório em vez de uma arma.
  5. Dissuasão visual: A simples presença de um bastão muitas vezes pode dissuadir um atacante em potencial.
  6. Uso múltiplo: Além da defesa pessoal, pode ser usado como ferramenta de apoio para a marcha ou como acessório.

Desvantagens:

  1. Complicado: Carregar uma bengala com você pode ser desconfortável ou pesado em algumas situações.
  2. Requer treinamento: Para ser efetivamente usado como uma ferramenta de defesa pessoal, é necessário treinamento e prática regulares.
  3. Potencial de desarmamento: Se um adversário estiver perto o suficiente e tiver treinamento adequado, ele pode ser capaz de desarmar o usuário.
  4. Limitado em espaços confinados: Em locais apertados ou lotados, a eficácia do bastão pode ser limitada devido à falta de espaço para se mover.
  5. Pode não ser suficiente contra armas letais: contra um oponente armado com uma faca ou arma de fogo, um bastão pode não oferecer defesa adequada.
  6. Percepção: Em algumas situações, carregar uma bengala pode fazer com que o indivíduo perceba como uma ameaça ou pode atrair atenção indesejada.
  7. Danos colaterais: Se não usados corretamente, há o potencial de danificar propriedades ou ferir inocentes.

Em conclusão, embora uma bengala ofereça inúmeras vantagens como ferramenta de autodefesa, ela também tem algumas limitações. A chave para maximizar a eficácia de um bastão em uma situação defensiva é ter treinamento adequado e entender quando e como usá-lo adequadamente.

 

Os artesãos construtores de bengalas

Ainda hoje existem artesãos que constroem varas tradicionais artesanais, personalizando-as não apenas do ponto de vista estético, mas também inserindo stiletti, formas contundentes, etc. para serem usadas como uma ferramenta de defesa pessoal.

Este post não se destina a ficar muito tempo na história da vara, mas foi construído para forneceralgumas ideias sobre seu uso para defesa pessoal, instruções com várias técnicas de defesa baseadas em bengala.

Muitos estilos de artes marciais são treinados estudando o uso de defesa de bengala com alça curva, incluindo Hapkido,
Bartitsu
, etc. em geral a arte de Stick Fighting.

A maioria das artes marciais não leva em conta a bengala enquanto é algo muito comum não só na Itália e, claro, uma ferramenta que também é legalmente transportável.

bengalaVocê também precisa considerar que a bengala pode ser usada por idosos ou pessoas com problemas de caminhada em situações de autodefesa, mas também requer treinamento para ser usado de forma eficaz.

Uma bengala com alça curva tem múltiplas vantagens e também usada como arma nas artes marciais.

A bengala em geral tem várias vantagens:

A bengala, quando utilizada como ferramenta de defesa, oferece uma gama diversificada de técnicas devido à sua estrutura e forma.

Vamos ver em detalhes algumas das vantagens que você mencionou:

Vantagens específicas da bengala:

  1. Dica: A ponta do bastão pode ser usada para estocar e empurrar, funcionando quase como uma espada ou lança. Uma ponta afiada ou resistente pode causar danos significativos, especialmente se direcionada a pontos vitais.
  2. Haste longa: Esta parte do bastão oferece uma série de vantagens:
    • Golpes: Pode ser usado para infligir golpes contundentes em várias partes do corpo.
    • Blocos: A haste longa pode ser usada para afastar ataques, especialmente de outras armas contundentes.
    • Alavancas articulares: Com a formação adequada, a haste longa pode ser usada para aplicar alavancas contra as articulações do oponente, controlando-o ou imobilizando-o.
  3. Punho do gancho: Este projeto em particular tem várias aplicações:
    • Aprisionamento: Pode prender membros ou até mesmo armas, permitindo que o usuário desarme ou controle o oponente.
    • Engasgamento: Com a formação adequada, o gancho pode ser colocado ao redor do pescoço de um oponente, criando uma alavanca que pode sufocar ou controlar.
    • Gancho: O gancho pode ser usado para fisgar e desestabilizar um oponente, talvez puxando suas pernas por baixo ou prendendo seu pescoço ou braço e puxando ou torcendo.
  4. Modificações no gancho: Como você mencionou, algumas versões da bengala têm modificações em seu gancho para torná-lo mais eficaz como ferramenta de defesa. Uma ponta contundente pode torná-la mais contundente e, portanto, mais prejudicial quando usada para fisgar ou bater.

Essas vantagens, aliadas à sua aparência inofensiva como uma simples bengala, tornam essa ferramenta uma opção popular para autodefesa, especialmente para aqueles que querem um meio de defesa que não pareça imediatamente ameaçador.

Claro, e quero repeti-lo, como com qualquer arma ou ferramenta de defesa, o treinamento e a prática são essenciais para usá-la de forma eficaz e segura.

bengala

Considere que existem várias possibilidades para a dica:

  • Ponta de madeira tradicional.
  • Ou a ponta da vara é de uma tampa de borracha e por baixo esconde a vara sem corte ou uma ponta para aumentar sua capacidade de perfuração nas amarras da ponta.
  • Existem tampas no mercado com um sistema na parte inferior para extrair uma ponta curva apenas quando necessário através da ponta do sapato.

A bengala ou bengala em defesa pessoal Fighting Tips - Street Fight Mentality & Fight SportA bengala ou bengala em defesa pessoal Fighting Tips - Street Fight Mentality & Fight SportA bengala ou bengala em defesa pessoal Fighting Tips - Street Fight Mentality & Fight Sport A bengala ou bengala em defesa pessoal Fighting Tips - Street Fight Mentality & Fight Sport

A vara na lateral da pega se eu curvar como eu já disse você também tem a vantagem e função de ser capaz de usá-lo para enganchar, desequilibrar, usá-lo para prender ou sufocar um atacante.

As 9 técnicas de bengala que você precisa conhecer e aprender:

    1. Ataques básicos de vara e parries: Esta é a base do treinamento de vara. Isso inclui aprender golpes diretos, como ataques verticais e horizontais, e como bloquear e parry ataques inimigos usando o bastão como escudo ou para desviar golpes.
    2. Defenda com um bastão de um oponente que te agarra ou agarra o pau: Nesta técnica, você aprende a se libertar do controle de um oponente em seu bastão ou a impedir que o oponente assuma o controle de seu bastão. Isso pode envolver torções, alavancas ou mudanças estratégicas.
    3. Defesa de Ataque com Faca: Quando você enfrenta um atacante armado com uma faca, você aprende a usar o bastão para se defender de ataques afiados. Essas técnicas geralmente envolvem movimentos rápidos para desviar ou bloquear a faca enquanto se protege.
    4. Barra de braço com bastão de ataque de punho: Esta técnica envolve a manipulação do membro do oponente usando o bastão para aplicar uma alavanca em sua articulação do cotovelo ou punho após bloquear ou desviar um soco.
    5. Defesa de punho: Você aprenderá a usar o bastão para bloquear ou desviar o soco de um oponente e, ao mesmo tempo, responder com uma técnica de contra-ataque ou desarme.
    6. Usando o bastão de gancho em uma situação de defesa pessoal: O bastão com um gancho na extremidade pode ser usado para prender o corpo do oponente, permitindo que você controle sua posição e desative-o.
    7. Usando o bastão de ponta e cortando e cortando e apontando como na esgrima: Essas técnicas envolvem movimentos de ataque e defesa com o bastão que simulam movimentos semelhantes aos da esgrima. Você pode aprender a acertar com precisão e se defender de forma eficaz.
    8. Usando o bastão para desequilibrar ou projetar um atacante: Você aprenderá a usar o bastão para aplicar alavancas ou força contra o oponente, fazendo com que ele perca o equilíbrio ou até mesmo o jogue no chão.
    9. Rotação do bastão para atingir os genitais: Esta técnica é uma opção de autodefesa extrema, usada quando você está em uma situação de grave perigo. Envolve o uso do bastão para atingir a área vulnerável do atacante.

    É importante ressaltar que essas técnicas exigem treinamento adequado e prática regular com um instrutor qualificado. O principal objetivo das técnicas de defesa da bengala é a proteção pessoal e a neutralização da ameaça sem causar danos excessivos.

A bengala ou bengala em defesa pessoal

Conclusões

Meu conselho é comprar uma bengala clássica e inicialmente fazer as técnicas que você pratica com a bengala com a bengala e refazer todas as técnicas usando este objeto de uso comum.

Prova le tecniche di stick fighting con il bastone da passeggio anche con il tuo partner di allenamento nelle varie situazioni, allenalo anche nello sparring, sulle gomme, facendo la sumbrada, ecc.

É uma fase fundamental para então abordar as adaptações técnicas necessárias e também a inserção técnica para aproveitar a forma característica da alça!

Uma dica valiosa é começar com uma bengala clássica para adquirir habilidades básicas.

Você pode praticar técnicas de bengala com uma bengala, refazendo todas as várias técnicas usando este objeto comum.

É altamente recomendável tentar técnicas de luta com a bengala, envolvendo também seu parceiro de treinamento em diferentes situações.

Isso pode incluir sparring controlado, exercícios em materiais como gengivas ou troncos, e a prática da sumbrada, que é uma série de movimentos coreografados em que você aprende a reagir efetivamente a diferentes situações.

Esta fase é crucial para obter uma compreensão sólida das técnicas básicas e dinâmicas da bengala.

Depois de dominar essas habilidades, você pode então passar para as adaptações técnicas mais avançadas e o uso estratégico da alça curva do manípulo, aproveitando ao máximo suas características únicas.

Lembre-se de que a prática consistente, a orientação de um instrutor experiente e a atenção à segurança são elementos essenciais para progredir efetivamente no uso da bengala como ferramenta de autodefesa.

Treine com a bengala!

Fiquem atentos!

Mentalidade de Luta de Rua!

Andrea

Andrea
Andreahttps://expertfightingtips.com
Con una passione per la difesa personale e gli sport da combattimento, mi distinguo come praticante e fervente cultore e ricercatore sulle metodologie di allenamento e strategie di combattimento. La mia esperienza abbraccia un vasto panorama di discipline: dal dinamismo del Boxing alla precisione del Muay Thai, dalla tecnica del Brazilian Jiu-Jitsu all'energia del Grappling, dal Combat Submission Wrestling (CSW) all'intensità del Mixed Martial Arts (MMA). Non solo insegno, ma vivo la filosofia di queste arti, affinando costantemente metodi e programmi di allenamento che trascendono il convenzionale. La mia essenza si riflette nell'autodifesa: Filipino Martial Arts (FMA), Dirty Boxing, Silat, l'efficacia del Jeet Kune Do & Kali, l'arte della scherma con coltelli e bastoni, e la tattica delle armi da fuoco. Incarno la filosofia "Street Fight Mentality", un approccio senza fronzoli, diretto e strategico, unito a un "State Of Love And Trust" che bilancia l'intensità con la serenità. Oltre al tatami, la mia curiosità e competenza si spingono verso orizzonti diversi: un blogger professionista con la penna sempre pronta, un bassista dal groove inconfondibile e un artigiano del coltello, dove ogni lama è un racconto di tradizione e innovazione. Questa sinfonia di abilità non solo definisce la mia identità professionale, ma dipinge il ritratto di un individuo che nella diversità trova la sua unica e inconfondibile voce e visione. Street Fight Mentality & Fight Sport! Andrea

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

SELF DEFENCE

FIGHT SPORT

Popular Articles

error: Content is protected !!