domingo, abril 21, 2024
spot_img
spot_img

Top 5 This Week

spot_img

Related Posts

Percursos pedestres nas cidades

Percursos pedestres nas cidadesPercursos pedestres nas cidades

Os percursos pedestres nas cidades são muitas vezes fascinantes para diferentes camadas da população, oferecendo um percurso panorâmico ideal para joggers, passeios com o Cães, ciclistas e aqueles que estão simplesmente procurando um lugar agradável para explorar e relaxar talvez conversando no telefone/smartphone ou ouvir música em fones de ouvido correndo o risco de ser ou se tornar um alvo sem que você perceba, ou ser seguido.

No entanto, a segurança das trilhas pode ser uma preocupação legítima, uma vez que, apesar de sua atratividade, elas podem apresentar riscos à segurança pessoal.

Antes de discutir os fatores que podem torná-los perigosos, é essencial entender o conceito de “triângulo do crime“.

O triângulo do crime afirma que para um crime devem ocorrer três elementos: desejo, habilidade e oportunidade, mas aconselho a leitura do post dedicado a esse conceito que é fundamental para desenvolver uma estratégia eficaz de autodefesa .

Os criminosos escolhem suas vítimas com um motivo e muitas vezes procuram situações em que possam obter o máximo retorno com o mínimo de esforço e risco.

Portanto, a chave para reduzir a oportunidade de se tornar uma vítima é se tornar um alvo difícil.

Alguns exemplos de comportamentos que podem ajudar a reduzir a oportunidade incluem:

  1. Consumo moderado de álcool: O abuso de álcool pode prejudicar o julgamento e a percepção do perigo.
  2. Evite áreas escuras e isoladas: Trilhas com pouca visibilidade e cobertura vegetal podem oferecer esconderijos para criminosos.
  3. Mantenha as portas fechadas: Em áreas residenciais, é importante manter as portas da casa fechadas e trancadas.
  4. Evite distrações: Evite se distrair de celulares ou outros dispositivos enquanto caminha ou corre.
  5. Fique atento: Prestar atenção ao seu entorno e às pessoas que se aproximam de você pode ajudá-lo a identificar situações potencialmente perigosas.
  6. Traga uma tocha: No caso de andar em áreas escuras, uma lanterna pode melhorar a visibilidade.
  7. Esteja preparado: Considere portar spray de pimenta ou arma de fogo, sempre cumprindo as leis locais e recebendo treinamento adequado.

Quanto às trilhas para caminhada, elas se tornam inseguras quando lhes é apresentada a oportunidade de um crime. Por exemplo, evitar caminhar sozinho, especialmente em áreas isoladas ou em horários incomuns, como tarde da noite, pode ajudar a reduzir o risco.

Por fim, é importante ressaltar que o conceito de “vizinhança segura” não garante segurança absoluta. Os criminosos podem atuar em qualquer lugar, por isso é essencial manter vigilância constante e tomar medidas preventivas onde quer que esteja.

Percursos pedestres nas cidades

Quando você precisa evitar trilhas

No contexto das vias pedonais principalmente urbanas, em que medida elas se tornam perigosas?

A resposta é simples: se você leu o post sobre o triângulo do crime, torna-se inseguro esses percursos pedestres na cidade quando estão em um estado que apresenta a “oportunidade” para que um crime ocorra.

Os principais exemplos são:

  • Quando você está sozinho: Embora possa haver outros no caminho que você está andando em caso de perigo, não é dito que eles intervêm para defendê-lo, mas é mais fácil para eles fugirem e se estiver tudo bem eles chamam a polícia, é melhor ficar com alguém que você conhece. Crie o hábito de visitar as trilhas isoladas com os amigos.
  • Áreas isoladas próximas ao percurso: evite caminhos cobertos de vegetação com visibilidade limitada do entorno. Leva uma fração de segundo para um atacante sair do nada e bater em você antes que você possa reagir para roubá-lo ou arrastá-lo para fora do caminho para estuprá-lo. Lembre-se que alguém pode ver com que carro você está vindo e roubar-lhe as chaves para pegar seu carro, ou um poste que alerta o cúmplice para pegá-lo e estuprá-lo, não é um jogo.
  • Fora de horas: Evite trilhas isoladas em horários estranhos, como tarde da noite, início da manhã, tarde da noite. Os criminosos são mais propensos a escolher as vítimas mais facilmente se souberem que outras pessoas podem não estar por perto.
  • O nível de atenção: você deve estar atento ao seu entorno em todos os momentos. Não ouça música em fones de ouvido, não se distraia com seu celular rolando pelo feed social enquanto conversa, ou qualquer outra coisa que desvie sua atenção do seu entorno e daqueles que se aproximam de você.
  • Lanterna : embora seja conveniente fazer algumas atividades no início da manhã antes do dia começar ou retornar do trabalho à noite, é uma condição especialmente em certas estações onde ainda está escuro. Sempre leve uma lanterna de qualidade com você para iluminar áreas escuras antes de se aproximar para ver o que acontece primeiro.
  • Armado e consciente: assuma a responsabilidade pela sua proteção. No mínimo, leve sempre spray de pimenta com você. Segure-o sempre na mão, não na bolsa ou no bolso. Se você optar por fazê-lo de forma responsável e com treinamento adequado, traga uma arma de fogo se seu país permitir o porte de armas defensivas.
  • Atitude e instinto: Se você tem uma dúvida, ouça, se você não se sente confortável sobre algo que você viu ou percebeu algo estranho não tenha dúvidas, fuja, não se preocupe com seu ego ou ser julgado ou mal julgado.

Percursos pedestres nas cidades Fighting Tips - Street Fight Mentality & Fight Sport

Evite uma falsa sensação de segurança

Um erro comum é pensar que as trilhas localizadas em bairros considerados “seguros” são imunes a eventos negativos ou perigosos.

Esse conceito é crucial para entender, pois onde você está não é necessariamente um indicador confiável de segurança.

Os criminosos não respeitam limites geográficos ou rótulos de vizinhança, e podem atacar em qualquer lugar, mesmo em lugares que parecem tranquilos e inofensivos.

Por isso, é importante evitar uma falsa sensação de segurança ao usar trilhas para caminhadas ou estar em qualquer ambiente público.

Aqui estão algumas razões pelas quais esse conceito é tão significativo:

  1. Ausência de locais imunológicos: Nenhuma área está completamente imune a possíveis crimes. Mesmo que uma comunidade seja geralmente considerada segura, isso não significa que ela esteja isenta de perigo. Os criminosos podem aproveitar a oportunidade onde quer que a encontrem.
  2. Variabilidade das circunstâncias: As circunstâncias podem mudar a qualquer momento. Mesmo um ambiente que parece seguro durante o dia pode se tornar menos seguro à noite. Por isso, é fundamental manter um alto nível de conscientização e cautela, independentemente do horário do dia.
  3. Presença de estranhos: Mesmo em locais comumente frequentados por moradores locais, pode haver pessoas desconhecidas ou visitantes temporários, alguns dos quais podem ter intenções maliciosas. Nem sempre se pode presumir que todos os indivíduos são inofensivos.
  4. Mudança na criminalidade: O crime pode flutuar e mudar ao longo do tempo. Mesmo comunidades anteriormente seguras podem experimentar aumentos temporários na criminalidade. Monitorar notícias locais e informações de segurança pode ser útil para se manter informado.
  5. Tenha cuidado: Embora um bairro possa ter uma reputação de segurança, é sempre aconselhável tomar medidas preventivas, como evitar andar sozinho à noite, manter-se atento ao seu entorno e seguir as orientações de segurança pessoal.

Em essência, o conceito de evitar uma falsa sensação de segurança nos lembra que a segurança pessoal requer vigilância constante onde quer que estejamos.

Mesmo em locais que parecem tranquilos, é crucial tomar precauções para minimizar a oportunidade de se envolver em situações perigosas.

Conscientização, atenção e preparo são fundamentais para garantir sua segurança, independentemente da localização geográfica.

Fiquem atentos!

Mentalidade de Luta de Rua

Previous article
Next article
Andrea
Andreahttps://expertfightingtips.com
Con una passione per la difesa personale e gli sport da combattimento, mi distinguo come praticante e fervente cultore e ricercatore sulle metodologie di allenamento e strategie di combattimento. La mia esperienza abbraccia un vasto panorama di discipline: dal dinamismo del Boxing alla precisione del Muay Thai, dalla tecnica del Brazilian Jiu-Jitsu all'energia del Grappling, dal Combat Submission Wrestling (CSW) all'intensità del Mixed Martial Arts (MMA). Non solo insegno, ma vivo la filosofia di queste arti, affinando costantemente metodi e programmi di allenamento che trascendono il convenzionale. La mia essenza si riflette nell'autodifesa: Filipino Martial Arts (FMA), Dirty Boxing, Silat, l'efficacia del Jeet Kune Do & Kali, l'arte della scherma con coltelli e bastoni, e la tattica delle armi da fuoco. Incarno la filosofia "Street Fight Mentality", un approccio senza fronzoli, diretto e strategico, unito a un "State Of Love And Trust" che bilancia l'intensità con la serenità. Oltre al tatami, la mia curiosità e competenza si spingono verso orizzonti diversi: un blogger professionista con la penna sempre pronta, un bassista dal groove inconfondibile e un artigiano del coltello, dove ogni lama è un racconto di tradizione e innovazione. Questa sinfonia di abilità non solo definisce la mia identità professionale, ma dipinge il ritratto di un individuo che nella diversità trova la sua unica e inconfondibile voce e visione. Street Fight Mentality & Fight Sport! Andrea

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

SELF DEFENCE

FIGHT SPORT

Popular Articles

error: Content is protected !!